Calendário PIS 2017

Criado em 1970, intenção do programa é o desenvolvimento da empresa paralelamente à integração do empregado. Essa iniciativa traz benefícios, determinados por lei, ao trabalhador do setor. Sua finalidade é promover uma melhor distribuição de renda entre os trabalhadores. Todo trabalhador que possui registro na carteira de trabalho e que se enquadra nos requisitos estabelecidos pelo Ministério do Trabalho, tem direito ao PIS. Esse ano, os pagamentos do benefício serão realizados através do Calendário PIS 2017, que estabelece os prazos de pagamento do benefício.


Calendário PIS 2017
Calendário PIS 2017 – Tabela de pagamentos do Abono Salarial para 2017

Calendário PIS 2017

Todo ano, o trabalhador do setor privado fica na expectativa para receber o Abono Salarial, décimo quarto salário ou PIS, como também é conhecido. E para este ano, essa espera será maior, isso porque prolongará por mais três meses, da mesma forma como ocorreu nos anos de 2016 e 2015. O calendário de pagamento do PIS em 2017, divulgado pelo Governo Federal, sofreu alterações. Começando pelos pagamentos do ano anterior, que estão estendidos até março.  Afim de reduzir os gastos no Orçamento da União, transferido parte das despesas para o ano seguinte.

Tabela PIS 2017
Tabela PIS 2017 – Calendário de pagamentos do Caixa PIS Anobo Salarial

A divulgação da nova tabela do PIS 2017 foi realizada numa parceria da Caixa com o Ministério do Trabalho e emprego. A realização dos primeiros pagamentos deve iniciar em julho/2017, com data limite até o dia 30 de junho de 2018. Lembrando que a data para receber o pagamento é baseada no mês do aniversário. A divulgação da tabela do PIS ocorre anualmente em junho, juntamente com a tabela do PASEP.

Quem tem direito ao PIS

Entenda a seguir como ficaram as regras de quem tem direito ao PIS pelo novo sistema do Govenrno:

  • Cadastro de, pelo menos, cinco anos no PIS;
  • Mínimo de trinta dias trabalhados continuamente;
  • Salário, no máximo, de dois salários mínimos no ano-base;
  • Valor do PIS continua sendo de 1 salário mínimo.

Fique atento, com as datas do PIS, o valor do benefício, para os trabalhadores privados, quem não receber o benefício até a data de 30 de junho, perde o direito a receber o benefício, que volta para os cofres do Governo Federal. Se você tem direito ao benefício, consulte o calendário e programe-se para receber o Abono, pois se o saque do PIS não for realizado até o dia 30 de junho, os recursos destinados ao PIS retornam ao Governo Federal na forma de recursos para o FAT.

Como sacar o PIS 2017

O saque do abono salarial 2017 é um processo extremamente simples, que pode ser realizado facilmente em poucos minutos por qualquer trabalhador. Basta comparecer a uma agência da Caixa, posto de atendimento do banco, ou lotérica, dentro dos prazos de saque estabelecidos pelo Calendário PIS 2017, munido de um documento de identidade com foto e o seu cartão do cidadão, e solicitar o saque do benefício. Caso você não possua o cartão, que pode ser feito gratuitamente em agências da CEF, você pode usar a sua carteira de trabalho (CTPS) para executar os saques do benefício.

Caixa Econômica Federal CEF
Caixa Econômica Federal – Efetue os saques do PIS nesse banco.

Caso o atendente lhe informe que ainda não está no seu período de saque do PIS, você pode solicitar para ele consultar seu PIS, e lhe informar a data correta para comparecer a agência e fazer o saque do Abono Salarial 2017.

Novas regras do PIS 2017?

Vale lembra que as regras do PIS não mudaram, com exceção do calendário de pagamento do PIS. Houve uma tentativa de mudar as regras do PIS em maio de 2015, mas ela foi rechaçada pela câmara dos deputados, pois feriria os direitos dos trabalhadores. Segundo a lei, que não entrou em vigor, a Lei 13.134/15, em 16/06/2015, alteraria a lei do abono salarial. Válida para o ano de 2016 (ano-base 2015, abono salarial 2016-2017), referente ao valor a ser recebido, com o teto de um salário mínimo (R$ 880,00), em proporção à quantidade de meses trabalhados no ano-base. Oriunda da Medida Provisória 665, tem alteração no tempo de meses trabalhados, para o empregado ter direito ao benefício. A mudança aumentaria a quantidade dos meses trabalhados.

ESSAS REGRAS NÃO FORAM APROVADAS.

Além disto, outra mudança é a necessidade mínima de trinta dias trabalhados ininterruptos, no ano-base; anteriormente, poderia ser contínuo ou não. Se o trabalhador teve a carteira assinada, por exemplo, por doze meses em 2009, não trabalhou em 2010, mas tenha trabalhado em 2011, 2012, 2013 e 2014, e cumprir a nova regra dos 30 dias em 2015, tem direito ao benefício.

Vale lembrar que as regras do abono salarial continuam as mesmas para ter acesso ao benefício. Quem fizer aniversário entre julho e dezembro, recebe o abono no respectivo mês de aniversário, porém quem faz aniversário de janeiro a junho, recebe no início do ano seguinte.